13 REASONS WHY: Os 13 motivos que prejudicam a temporada 2

Eu havia criado o texto abaixo como roteiro para um vídeo que eu iria fazer pro canal. Porém, devido a vários outros compromissos, eu acabei enrolando pra gravar e “perdi o timing”. Não timing de postar, mas o meu timing. A vontade de falar sobre 13 Reason Why passou, mas acho que dá pra aproveitar o tema como texto.

Então, veja abaixo os 13 motivos que listei mostrando o porque a temporada 2 de 13 Reason Why poderia ter sido melhor.

 

01 – O romance entre Zack & Hannah

Zack_Hannah

Ter um romance secreto seria um motivo MUITO maior para Hannah colocar Zach nas fitas, do que o motivo falado na fita mostrado durante a temporada 1! Hannah não seria tão magnânima em não expor o acontecido, já que a intenção das fitas era deixar claro o que cada um fez com ela para os outros que também iriam ouvir a fita.

Além disso, na temporada 1, na cena de estupro do Bryce, Hannah entra na banheira quando Zach estava na lá com outra menina. Ela não parece ficar tão incomoda com a situação para alguém que demonstrou que vivenciou algo tão intenso durante todo o verão.

 

02 – Jéssica e Justin transarem

Nenhuma pessoa que passou por um trauma tão intenso e que dizia que não estava pronta para NAMORAR (até mesmo com o Alex, que sempre a tratou bem), iria resolver transar com o ex que permitiu que o amigo a estuprasse. Dá pra entender que Jéssica ainda nutria sentimentos por Justin, mas transar foi muito forçado. Talvez um beijo para mostrar um possível início de reconciliação teria sido uma solução bem melhor.

 

13-reasons-just03 – Justin Não Conhecer “O Clube”

E já que falamos no Justin: ele era o “maioral” assim como Bryce, então é no mínimo duvidoso ele sequer ter ouvido falar do clube. E na própria temporada 2, ele mesmo diz que se Bryce tivesse transado com alguém, com certeza ele teria contado todos os detalhes.

 

04 – A traição do pai de Hannah

Durante toda a temporada 1 não há indício ALGUM de que poderia existir algum problema no relacionamento dos pais de Hannah. Pelo contrário, existem muitas cenas onde eles demonstram o carinho que possuem um com o outro.

 

05 – O novo relacionamento do pai de Hannah

É natural casais se separarem quando algo trágico ocorre com seus filhos. Porém apenas 5 ou 6 meses se passam entre as temporadas 1 e 2 e parece meio descabido alguém que perdeu a filha e parecia amar sua esposa, se envolver tão profundamente com alguém a ponto de ir morar com esta nova pessoa e sua filha. Faria sentido sim, ele se envolver, como forma de não se sentir sozinho, mas até mesmo a sua nova companheira pensaria direito sobre a decisão de morar junto, visto que o caso de Hannah é algo que ganhou relevância nas mídias e ela saberia no que estaria se envolvendo.

 

06 – Não explorarem os 11 WHY NOT

why-not

Apesar de ser MUITO bom a série mostrar que existem sempre dois lados (inclusive dos outros personagens), a lista dos motivos dos PORQUÊS HANNAH NÃO DEVERIA SE MATAR foi mal utilizada. Eles poderiam ter gasto 1 episódio falando sobre cada um desses motivos, mas resolveram citar apenas 2 desses motivos. Se a pessoa quiser saber a lista toda, tem que pausar e ler, mas isso não dá o contexto todo necessário para que ela entenda e tenha o mesmo peso dos 13 MOTIVOS.

 

07 – Não fecharem corretamente o arco do Tyler

Acho que a produção ficou sem coragem de mostrar o que acontece com certa frequência em escolas americanas: adolescentes armados assassinando colegas. Não faz muito sentido ele enviar uma mensagem avisando que iria fazer algo. Talvez durante o momento do massacre ele não atirasse em algumas pessoas, mas avisar o plano, não.

13-reason-tyler

E faz menos sentido ainda ele não atirar em CLAY quando o vê. Neste momento eles já não são amigos de forma alguma, pelo contrário tem muitos atritos. Aliás, todos os envolvidos nas fitas podiam não praticar bullyng com ele, mas o tratavam mal: como por exemplo, durante a própria temporada 2 na festa de aniversário de Alex. Ficou muito evidente que quiseram usar isso de gancho para fazer uma temporada 3.

 

08 – Tentar abordar todos os problemas enfrentados pelos jovens

Isso seria uma coisa boa, se tivesse sido realizado com uma abordagem mais assertiva, mas parece que quiseram mais problematizar do que informar. A série vende que gostaria de ajudar na resolução de problemas, mas acaba atraindo em sua maioria as pessoas que se identificam com isso. Usaram de tudo: vício em drogas, relacionamentos abusivos, violência e muitos outros.

 

13-reasons-clay09 – A advogada defendia a escola ou Bryce?

Ela estava muito mais interessada em provar que Hannah não era uma boa pessoa ao usar a estratégia de tentar manchar cada vez mais a sua imagem e provar que Bryce não cometeu o estupro, do que argumentar que a escola fez tudo o que podia para impedir que essas situações acontecessem.

 

10 – Mãe do Clay interferir no processo

Ela descobre sobre as ligações de Zack & Hannah e conta isso pra advogada da escola! Ela sabia que isso iria impactar diretamente o filho e que iria prejudicar a família de Hannah.

É claro que não podemos deixar a ética profissional de fora, mas dentro do contexto apresentado, é difícil pensar que uma mãe não iria se preocupar em não magoar o filho neste momento.

 

13-reasons-tony11 – A briga entre Tony e seu namorado

É algo que eu realmente achei perigoso e desnecessário. É evidente que Tony tem problemas sérios e tem muitas coisas para lidar, e por isso está fazendo aulas. Porém, o seu namorado (e professor,) em teoria, é alguém mais centrado e mostra por muitas vezes que é uma pessoa compreensiva. Logo, quando os dois discutem, faria sentido que Tony tentasse usar a violência como forma de “defesa”, porém seu namorado poderia ter uma abordagem mais evasiva, sem que ele precisasse tirar sangue de Tony. O que faz pensar: se daqui 5, 10 anos, eles estiverem juntos e discutirem feio, isso pode acabar em violência? Uma relacionamento deve ter respeito, independente se o casal for hétero ou não. Agressões físicas NÃO!

 

12 – Confundir Bipolaridade com Borderline

Os 2 transtornos são bem parecidos em vários aspectos e isso pode realmente confundir e dificultar o diagnóstico. Mas, baseado em fatos mostrados desde a temporada 1, Skye está mais para uma borderline do que uma pessoa bipolar. É óbvio que falta material para poder afirmar isso com certeza, mas alguns fatos podem apontar para a confusão que a produção possa ter causado.

13-reasons-skye

A variação de humor da personagem é muito rápida: em um momento ela está na mesa de jantar provocando Clay para transarem e pouquíssimo tempo tempos ela muda para um estado de irritação, sendo uma característica muito mais condizente dos bordes. Para que ela fosse uma bipolar a série teria que mostrar Skye passando por um período de euforia mais prolongado (dias) para depois transitar para a depressão.

 

13-reason-hannah13 – A história da Hannah não ensinou nada pra ninguém?

Parece que os estudantes da Liberty não aprenderam NADA com a experiência da Hannhah. Depois de tudo o que ela passou, todo mundo continua agindo da mesma maneira: a pessoa que está passando por algum problema, sendo perseguido, sofrendo bullyng CONTINUA a não fazer NADA! Mesmo com um processo rolando e que vários alunos estejam envolvidos, absolutamente nada muda: Clay continua tentando resolver as coisas sozinho, Tyler apanha sem dizer nada e por aí vai.

 

Apesar de tudo, eu gostei da segunda temporada de 13 Reasons Why e espero sinceramente que prestem mais atenção em coisas como as citada acima, na temporada 3. E o que você achou da temporada 2?

Nerd: Carlos AVE César

EXAGERADO! Jogado aos seu pés, eu sou MESMO EXAGERADO! Filho único, egoísta, mimado e mal-humorado. Produtor de Eventos, Engenheiro de QA e butequeiro! Buscando CONHECIMENTO, com cachorro-quente e guaraná. Também sou a personificação da Vingança! Twitter: @ONovoNerd Facebook: http://www.facebook.com/carloscesarcarvalho

Share This Post On